Entrevista exclusiva: Pedro Granger!



Crónicas de Eurofestivais: Como começou a sua carreira artística?

Pedro Granger: A Ana Brito e Cunha praticamente obrigou-me a ir a um casting quando eu tinha 18 anos; fiquei e desde aí tem sido sempre a trabalhar.

Crónicas de Eurofestivais:  Qual o projeto que lhe deu mais gosto fazer?

Pedro Granger: No teatro foi uma peça que fiz no Teatro Aberto, encenada pelo João Lourenço que se chamava "O rapaz dos desenhos"; no cinema foi um filme do Gonçalo Galvão Teles que fiz com a Fernanda Serrano - "O Teorema de Pitágoras"; e na televisão foi o programa "Ídolos" - aquelas duas primeiras edições que fiz com a Sílvia foram fantásticas .

Crónicas de Eurofestivais:  Ainda está no ar o programa “O Elo Mais Fraco”. Como está a correr este último projecto, correspondeu às suas expectativas?

Pedro Granger: Tem dado muito trabalho, mas tem sido de chorar a rir e a reação das pessoas tem sido muito boa. É muito giro saber que, em várias escolas, se anda a fazer "O Elo Mais Fraco" nas aulas - o público jovem adere muito ao formato do programa. A ideia foi fazer diferente do que tinha sido feito até agora - não queríamos fazer uma colagem à apresentadora inglesa, à Júlia Pinheiro ou à Luísa Castel Branco. Optamos pelo modelo americano e fizemos um programa com mais humor e boa onda, - as pessoas não têm noção
 do quanto os concorrentes se divertem lá.



Crónicas de Eurofestivais:  É um fã eurovisivo? Já desde a infância que assistia à Eurovisão e ao Festival da Canção?

Pedro Granger: A minha geração ainda cresceu a ver o Festival da Canção como um grande acontecimento televisivo; era, de facto, um programa incontornável, e como sempre gostei de musica e geografia, a Eurovisão era perfeita! Acho que sou um bocado fã, sim...


Crónicas de Eurofestivais: Qual a música portuguesa, que foi à Eurovisão, que mais lhe marcou?

Pedro Granger: Essa é difícil . muito difícil. Desde a Maria Guinot à Sara Tavares, da Anabela à Dina... há tantas! 


Crónicas de Eurofestivais: No passado dia 10 de março apresentou, juntamente com a Sílvia Alberto, o Festival RTP da Canção 2012. Era, para si, um sonho apresentar o certame?

Pedro Granger: Estava especialmente feliz por duas razões: sempre quis apresentar o Festival (mas como estive 6 anos na TVI não dava) e tinha saudades de apresentar com a minha Silvinha! 


Crónicas de Eurofestivais: Que expectativas tem para o Festival Eurovisão da Canção 2012?

Pedro Granger: A nossa semifinal é mesmo muito difícil - temos 5 países da Ex-Jugoslávia (e sabemos como os vizinhos gostam de votar uns nos outros) 5 da Ex-Urss e já para nem falar da Suécia, que é tida por muitos sites como a favorita deste ano; mas acho que a nossa musica é das melhores da nossa semifinal, por isso acredito que ainda é possível.


Crónicas de Eurofestivais: O que acha da representação portuguesa, “Vida Minha” de Filipa Sousa? Acredita numa passagem à final?

Pedro Granger: Vai ser muito difícil , temos que lembrar todos os nossos amigos que vivem por essa Europa fora para votarem em nos , mas acho que os jurados dos vários países vão gostar da musica , a ver vamos como corre o televoto. A Filipa Sousa é fantástica! 


Crónicas de Eurofestivais: Já deve ter ouvido algumas músicas da Eurovisão 2012. Qual a sua preferida?

Pedro Granger: Ainda não tenho uma preferida, há algumas que me chamaram à atenção: Islândia (não consigo perceber como é que a Islândia nunca ganhou), Irlanda (gozem o que quiserem mas acho graça; já no ano passado era uma das minhas preferidas), Espanha (das melhores vozes deste ano), Itália (muito boa onda), Eslovénia (talvez a música mais parecida com a que vamos levar este ano), Moldávia (deixa-me bem disposto), Sérvia (a melhor orquestração, pelo que me pude aperceber), França (muito cool), Alemanha (aquela que imagino a passar nas rádios pelo mundo fora) e há outras...

Crónicas de Eurofestivais: O que significa para si ser o comentador oficial de Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2012?

Pedro Granger: Já ando a fazer pesquisa de todos os países, cantores, histórias da seleção das várias músicas. Tem dado muito trabalho mas divirto-me imenso - o Festival dava para fazer um filme. É um privilégio, acima de tudo, e acho que vai ser muito divertido.

Crónicas de Eurofestivais: Quer desejar uma mensagem aos fãs eurovisivos e aos leitores do blogue?

Pedro Granger: Tudo a falar com quem vive por essa Europa fora para no dia 24 votarem em Portugal!




Vídeos: Alojados no YouTube/Imagem: Google
21/04/2012

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.