ENTREVISTA EXCLUSIVA: SOLUNA SAMAY (DINAMARCA 2012)!




Crónicas de Eurofestivais: Como é que a Soluna começou a sua carreira?

Soluna Samay: O meu pai é músico; então comecei a tocar música quando tinha 4 anos e não parei desde aí.

Crónicas de Eurofestivais: Quais são as suas inspirações musicais e qual o tipo de música que costuma mais ouvir?

Soluna Samay: Eu oiço tudo, desde os The Beatles até aos Coldplay. Ultimamente tenho ouvido mais artistas como a Adele, Tom Waits, John Mayer, Bob Dylan, Taylor Swift e Ani DiFranco.




Crónicas de Eurofestivais: Costuma ver a Eurovisão, é um ESC-Fã? Era um sonho representar a Dinamarca no evento?

Soluna Samay: Eu não conseguia ver o evento quando vivia na Guatemala; mas eu vi todas as edições desde 2000. Nunca pensei representar a Dinamarca na Eurovisão, e é até foi coincidência participar este ano, mas eu amo a minha música.

Crónicas de Eurofestivais: Qual a canção que lhe mais marcou na Eurovisão?

Soluna Samay: A primeira vez que vi a Eurovisão foi em 2000, o ano em que eu e a minha família abandonamos Guatemala e viemos para a Dinamarca. Nesse ano quem representou a Dinamarca foram os Olsen Brother – “Fly On The Wings Of Love” – e essa música traz-me muitas boas recordações.

Crónicas de Eurofestivais: Sobre a sua canção, o que nos pode contar?

Soluna Samay: "Should've Known Better" é uma sólida canção pop com uma batida moderna; mas também tem uma profunda e forte letra, com uma poderosa mensagem. Espero que a canção toque todos os corações da Europa.


Crónicas de Eurofestivais: Sobre a sua performance em maio, já tem alguma coisa planeada?  

Soluna Samay: A minha atuação vai ser concentrada na canção. Vamos tentar criar uma atuação intimista. Se calhar é algo fora do normal na Eurovisão. Eu irei no palco a minha banda, tal como foi na final dinamarquesa.

Crónicas de Eurofestivais: Como se sentiria se a Dinamarca fosse uma das apuradas da primeira semi-final?  

Soluna Samay: Ficaria muito feliz! A qualificação é já uma vitória!

Crónicas de Eurofestivais: Considerando que ganharia a Eurovisão, como é que isso seria importante na sua vida?

Soluna Samay: Ganhar a Eurovisão seria uma loucura! Eu adorava trazer o evento para a Dinamarca! Mas de qualquer das formas, ganhar seria um bom começo na minha carreira, pois milhões de pessoas iriam-me ver na TV. Mas, mesmo que não ganhe, espero que, com a participação no evento, consiga divulgar a minha música com o mundo inteiro.



Crónicas de Eurofestivais: Já ouviu alguma música da Eurovisão 2012? Qual é a sua favorita?  

Soluna Samay: Já ouvi algumas canções. A minha primeira impressão foi que haviam muitas músicas dance e muitas baladas. Definitivamente uma grande concorrência. Eu gosto da canção sueca – “Euphoria” de Loreen.

Crónicas de Eurofestivais: O que acha da música portuguesa – “Vida Minha” de Filipa Sousa?

Soluna Samay: É uma poderosa balada e eu amo a língua portuguesa.

Crónicas de Eurofestivais: Depois da Eurovisão, tem algum projecto?

Soluna Samay: Eu estou a gravar o meu segundo album de estúdio e a trabalhar com os compositores e produtores de “Should’ve Known Better”. É provável que o meu álbum seja lançado quando eu voltar de Baku.   

Crónicas de Eurofestivais: Gostaria de voltar à Eurovisão?

Soluna Samay: Nunca sabemos, dependerá da minha experiência em Baku.




Vídeos: Alojados no YouTube / Imagem: Google
02/05/2012

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.