Entrevista a... Margaret Berger



REPRESENTANTE DA NORUEGA NA EUROVISÃO 2013

Margaret Berger diz estar entusiasmada com a Eurovisão, querendo honrar os noruegueses com a sua atuação. Descreve-se como uma mistura de doce e salgado e diz estar à espera de exportar a sua música com a ajuda da Eurovisão.

       Margaret Berger tem 27 anos, e a sua carreira musical iniciou-se em 2004, quando se classificou em 2º lugar na segunda série dos "Ídolos", na mesma edição em que participou também outra cara eurovisiva, a cantora Maria Haukaas Storeng (Noruega 2008). Desde então, Margaret não tem parado. Além da sua atividade na música, foi também diretora musical da rádio nacional NRK P3. Foi eleita pelo povo norueguês para a representar em Malmö, na Eurovisão.




É uma cantora de muito sucesso no seu país. Por que razão enviou “I Feed You My Love” para o Melodi Grand Prix?

"Na verdade a canção foi escolhida primeiro, e depois os seus compositores convidaram-me a cantá-la, e é claro que disse que sim, porque a adorei!"


Quais são os pontos fortes da sua canção?

"A letra é espantosa e muito poética. Além disso, a voz suave a contrapor a batida pesada é uma combinação interessante, se o posso dizer."


A Eurovisão é ainda uma porta aberta que serve como ajuda aos cantores? Sente medo de obter um mau resultado?

"A Eurovisão já me deu imensas oportunidades que não tive até agora, portanto, sim, absolutamente. Não tenho medo… estou entusiasmada!"


As últimas três canções da Noruega não tiveram resultados muito bons na Eurovisão. Qual é a razão?

"Não creio que deva ser eu a julgar isso. Gostei, aliás, de todas elas. Bons cantores e boa afinação nas canções é um dos critérios da Eurovisão."



Sente que há menos interesse no Festival junto da população norueguesa graças precisamente a essas recentes más classificações?

"Não. Tem havido imenso interesse este ano, toda a gente adora falar do Festival."


Participou na versão norueguesa dos “Ídolos”. Como foi a experiência?

"Foi um bom pontapé de saída, e, neste momento, estou imensamente agradecida por essa experiência."



O site oficial da Eurovisão descreve-a como sendo uma “cativante mistura dos seus colegas nórdicos Björk e The Knife”. Como se descreve enquanto artista? Quais são os seus estilos preferidos?

"Bem, os dois artistas mencionados são dois dos meus absolutos favoritos… Acho que descreveria o meu estilo como um bolo doce e salgado ao mesmo tempo, alcaçuz e morango. Quanto aos estilos, sou adepta de club-music e dancehall."


O Festival vai ser realizado em Malmö, na Suécia. Este país tem uma das maiores indústrias musicais do mundo, além de ser um país vizinho. Planeia beneficiar com isso?

"Sim, absolutamente. Adoraria ter uma carreira na Suécia. Todos os meus colegas mais importantes na área da música estão lá instalados. Eu também escrevo imenso por lá, portanto sinto-me em casa na Suécia. Espero poder-me exportar através da Eurovisão, claro."


Já ouviu alguma das outras canções concorrentes à Eurovisão deste ano? Quais são as suas opiniões?


"Já ouvi algumas e gosto de muitas delas, mas ainda não escolhi a minha preferida."


Acha que a Noruega pode ganhar este ano?

"Oh wow… Isso é algo que ainda não se sabe. Só quero deixar o meu país orgulhoso por o ter representado bem."


Na sua opinião, qual é a melhor participação norueguesa de sempre? E a sua preferida da Eurovisão em geral?

"A melhor da Noruega é a da Silje Vige, “Alle mine tankar” (1993), e da Eurovisão é a da Irlanda em 1994, “Rock'n Roll Kids”."



Pode deixar algumas palavras aos fãs portugueses, por favor…

"Divirtam-se a ver a Eurovisão, espero que gostem da minha atuação. Sou uma pessoa sortuda por poder cantar para vocês!"


ENGLISH VERSION

NORWAY'S ENTRY AT EUROVISION 2013


Margaret Berger tells she is excited about the upcoming Eurovision, wanting to honor the Norwegian people with her performance. She describes herself as a mixture of sweet and salty and says she is expecting to export her music with the help of Eurovision.

       Margaret Berger, 27, started her musical career in 2004, when she ranked 2nd in the second series of "Idol", where was participating also another Eurovision name, the singer Maria Haukaas Storeng (Norway 2008). Since then, Margaret has not stopped. In addition to her activity in music, she was also the musical director of the national radio NRK P3. She was elected by the public to represent Norway in Malmö at Eurovision.




You are a very successful singer in your country. Why did you send “I Feed You My Love” to MGP?

"The song was actually chosen first, and then the writers asked me to sing it, and of course I said yes, cause I loved it!"


What are the strongest points of your song?

"The lyrics are amazing and so poetic, and also the soft vocal against the hard beat is an interesting combination, if you ask me (and you did)."



Is Eurovision still an open door to help the singers? Are you afraid of having a bad position?

"It has already given me a lot of opportunities I didn't have, so yes, absolutely. I'm not afraid... I'm excited!"


The last three Norwegian entries had not so good results in Eurovision. What’s the reason?

"I don't think I should be the judge of that. I liked them all actually. Good singing and good timing for the song is key in Eurovision."



Do you feel there is less interest in the Festival amongst the Norwegian people thanks precisely to these recent bad placings?

"No, there has been a lot of interest this year, everyone loves to talk about it."


You participated in the Norwegian version of “Pop Idol”. How was that experience?

"It was such a good kickstart, and I'm so thankful for that experience now."



The official Eurovision website describes you as “captivating blend of her Nordic female counterparts like Björk and The Knife”. How can you describe yourself in music? What are your favorite styles?

"Well, the two artists mentioned are two of my absolute favourites... I think I would describe it like a candy with both a sweet and salty flavour at the same time. Licorice and strawberry. I'm really into club-music and dancehall."


The contest is going to be held in Malmö, Sweden. This country has one of the largest music industries in the world and it’s a neighbor country. Do you plan to benefit from that?

"Yes, absolutely. I would love to have a career in Sweden, and all my most important business-partners are based there, and I write there a lot, so I feel like home in Sweden. I hope to export through Eurovision, of course."


Have you already heard the other entries? What are your opinions on them?

"I've heard some, I like a lot of them, but haven't picked out a favourite yet."


Can Norway win this year again?

"Oh wow... That remains to be seen. I just wanna make my country proud by representing them well."


In your opinion, what is the best Norwegian entry ever? And your favorite from the Eurovision in general?


"The best norwegian is Silje Vige, “Alle mine tankar” (1993), and Ireland 1994, “Rock'n Roll Kids”."



Can you please leave some words to the Portuguese fans…

"Have a fun time following the Eurovision, I hope you will enjoy my performance. I'm such a lucky girl to be singing for you!"

Imagens: Google/Vídeos: Youtube
09/04/2013

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.