ESC2013: Comentários ao quinto dia de ensaios


 
 Os dezasseis países da primeira semifinal subiram hoje ao palco da Eurovisão pela segunda e última vez antes dos ensaios gerais.

      Ao ver este ensaio fico com a impressão de que falta qualquer coisa. Falta garra, falta expressão, falta algum movimento. Natália está com uma postura de quem está ali obrigada. Não sinto que a cantora consiga transmitir todo o sentimento que a canção, que é muito bonita, tem. No entanto, nota-se que tenta "seduzir" a câmara, o que é sempre um ponto a favor numa atuação pouco arrojada. Vocalmente, não vejo qualquer tipo de falhas. Ela tem uma voz muito friendly e competente. O vestuário não é novidade. É leve, simples, mesmo ao estilo da cantora. Pessoalmente, chego a preferir o guarda roupa do coro. Quanto aos cenários, gosto daquelas formas iluminadas atrás, que sobem no final, assim como de todo o jogo de luzes e cores utilizadas.


      Não tenho dúvidas de que, para mim, esta é a música mais fraca escolhida pela Estónia desde 2009. Costumo dizer que não só a música importa na Eurovisão, mas sim o empenho na qualidade da atuação, e o que eu vejo aqui é uma atuação um pouco aborrecida, com um fraco jogo de luzes e um background que não tem nada a ver. Esta é uma atuação que não nos capta desde o início, ainda que Brigit tenha uma postura muito doce e uma voz muito boa. A cantora percorre a passadeira até ao palco após a primeira parte da canção, algo que, penso eu, irá resultar muito bem na televisão, sendo que, para parada e enfadonha, já nos basta a própria melodia. O vestuário, ainda que não tenha sido do meu agrado à primeira, por não ter qualquer tipo de forma, resulta muito bem com o efeito de vento utilizado.


      Já estive mais esperançosa de que esta música fosse resultar. Confesso que me desiludiu um bocado, porque estava à espera de algo muito mais marcante, tanto a nível das luzes como do background ou até mesmo a nível da coreografia por parte de Hannah. Ela tem uma boa voz, ainda que, nas notas altas, sinta que ela por vezes perde o controle e se ouça um algum desafinar. A coreografia dos bailarinos está engraçada, especialmente na parte inicial da performance. Estava, também, à espera de um outfit mais disco, com mais brilho, ainda que não desgoste da indumentária escolhida, à excepção daquela gola alta e mangas a imitar penas ou lá o que aquilo é!


      Não gosto nada desta música, é verdade. Mas tenho de admitir que tudo nesta atuação funciona. As vozes estão perfeitamente colocadas, funcionam muito bem em conjunto e não têm qualquer tipo de falha. O background, em conjunto com a melodia, proporciona à performance todo um ambiente mágico e fantasioso, ainda que a letra da canção seja um pouco triste. Há alguns elementos que dão alguma dinâmica à atuação, como o movimentar dos cantores e a diminuição da intensidade das luzes nas partes. A indumentária do grupo agrada-me, porque foge ao habitual fato preto com camisa branca e isso é bom pois faz com que tudo se torne mais marcante. Concluindo, a Croácia criou uma atuação muito boa para uma música não tão boa. A passagem à final já esteve mais longe.

      Nada de novo. Dinamarca com uma performance quase igual à que foi feita na final nacional e é assim que deve estar. A inclusão da flauta e dos tambores na atuação era mais que esperada e funciona muito bem. Adoro especialmente o momento em que a cantora tem um pequeno flirt com o flautista! Emmelie com um look muito angelical, simples e natural. A nível vocal, continuo a achar que ela não consegue atingir as notas altas com perfeição, há sem dúvida qualquer coisa ali que está a falhar! Os jogos de luzes em tons quentes e a pirotecnia utilizada no final conjugam na perfeição com aquele toque selvagem que a música tem. Possível vencedora? Sim!


      Não há dúvidas de que Dina Garipova tem das melhores vozes do ano. Não há falhas neste aspecto, tirando o facto de ouvir mais o coro do que a própria cantora no final - julgo que poderá ser da qualidade do vídeo. Ela tem o dom de "fazer olhinhos" para a câmara, algo essencial em baladas ao estilo da Disney. Gosto do cenário e das bolas iluminadas, cuja intensidade da luz é evidente na "explosão" da canção. Reparei que o vestido que Dina está a utilizar é diferente daquele que usou no primeiro ensaio. Mudou para pior, na minha opinião, ainda que o tom rosa seco seja, sem dúvida, mais do que adequado. Lugares cimeiros do top10, sem dúvida - todos sabemos que a Rússia nem precisa de uma boa música para o alcançar.

      Estou completamente rendida a este ensaio. A entrada de Zlata no palco, ao colo de um homem gigante, é fenomenal. Apesar de permanecer no mesmo lugar durante toda a atuação, a cantora faz movimentos corporais fantásticos que refletem todo o movimento que a música tem! Sem dúvida, é das cantoras que possui uma melhor presença em palco este ano. A nível da voz, por incrível que pareça, dado que é uma canção que exige muito esforço vocal, não há qualquer tipo de falha! O vestido é lindíssimo, possui uma forma muito bonita e uma multiplicidade de tons, a conjugar com todo o cenário. Nota dez para a Ucrânia!


      Anouk igual a si mesma. Um ambiente escuro, sombrio e intimista, sem grandes elementos arrojados que, neste caso, são completamente desnecessários. Anouk possui uma voz única, grave e totalmente competente. Há quem diga que a atuação é aborrecida e sem qualquer graça. Eu discordo, até porque para a música que é, foi elaborada uma performance acolhedora onde a cantora, que não é nenhuma novata nisto, expõe todos os sentimentos que possui ao cantar o seu tema. Quanto à indumentária, pode ser muito simples, mas qual é a necessidade de fazer Anouk usar algo com que ela não se identifica? Há casos em que less is more e este é, sem dúvida, um desses casos.

      Querem algo de diferente na Eurovisão? Cá está! Pode não ser a melhor atuação que já passou pelo palco eurovisivo, mas sem dúvida de que é algo super original e bem feito! As vozes masculinas não são a melhor coisa do mundo mas, como só fazem rap, não é de todo insuportável. Nina Zizic tem uma voz muito competente e a sua entrada em palco está muito bem feita. O background, o jogo de luzes e a indumentária dos Who See combinam na perfeição com o tema! Montenegro não é com certeza dos temas mais bem falados, contudo, sou totalmente a favor da passagem à final, ainda que saiba que isso será muito difícil de acontecer.

      Ok, aborrecimento total! Continuo a achar que Andrius está ali para a brincadeira e não há nada a fazer contra isso. Não simpatizo com a postura dele em palco, pronto. A indumentária e o fundo, umas formas geométricas em tons de cor-de-rosa que andam de um lado para o outro, só refletem a postura do "deixa estar, isto é uma porcaria e não vai a lado nenhum por isso vamos utilizar uma roupa e um fundo igualmente foleiros", que a Lituânia tem este ano. O cantor tem uns vocais medianos que, para a música em questão, cumprem com o que é pedido.

      Estou muito surpreendida pela positiva, excelente ensaio da Bielorrússia! Se uma vez disse que isto era um remake de Turquia 2003, retiro-o completamente. Alyona sai de uma bola de espelhos gigante, com um mini vestido a condizer que lhe assenta lindamente. A atuação é uma lufada de ar fresco, pois é a única música este ano com estes ritmos dos quais eu tanto sou fã! Ao início duvidava do poder vocal da Alyona, mas fui totalmente arrasada. A cantora participa na excelente coreografia, juntamente com os bailarinos, e faz uma performance vocal sem falhas. Adoro a conjugação dos azuis com os vermelhos, que condizem também com as labaredas que aparecem lá para o final.

      
      Esta é, para mim, a atuação mais bem conseguida até ao momento. Tudo funciona tão bem! Para mim, Aliona tem a melhor voz do ano, os agudos são atingidos com perfeição! Gosto dos bailarinos, assim como da inclusão de um piano de cauda em palco. O cenário, com estrelas, raios e outros que tais em tons que associamos à galáxia não podia ter sido mais bem escolhido. Não posso, claro está, deixar de falar no vestido lindíssimo da Aliona! Para além das projeções neste, a condizer com o background, este cresce na parte mais forte da música! E perdoem-me os fãs do vestido da Sabina Babayeva mas este mete o dela num cantinho bem escuro. Moldávia tem tudo para chegar ao topo este ano.

      Eu acho que isto é tenebroso. Eu até gosto desta música, mas isto é uma atuação tão má, mas tão má! Não acho que faça algum sentido haver dois bailarinos ali de tronco nu a tocar tambores. O cenário é igualmente rasca. Tem uns símbolos idênticos às tatuagens que vêm de oferta em pacotes de batatas fritas e umas cores simplesmente feias. É que isto é salganhada pura. Nada tem a ver com nada! As roupas do cantor são mais ou menos simples, mas adequam-se. A única coisa boa que vejo nesta mixórdia de coisas é a voz de Ryan que, apesar de ser aguda, não falha. 

      Outra que é uma autêntica seca. Despina é uma boa profissional, tem boa voz, ainda que se tenham ouvido claras falhas neste ensaio, nas notas altas. Está sozinha em palco, estática. Nem consigo imaginar outra possível atuação para a música que é. As apostas por parte do Chipre podiam ter recaído pelo cenário, que é importantíssimo quando um cantor está sozinho em palco. Gostava que cores quentes substituíssem o azul, que é predominante nas luzes e no cenário durante toda a atuação.  A única coisa de que realmente gosto nesta performance é do vestido de Despina. Um vestido preto muito "romântico", arrendado e ligeiramente transparente. Dos meus favoritos da semifinal.

      Gostei tanto deste ensaio como gostei do da Irlanda: nada! Ainda que Roberto tenha melhorado significativamente a nível vocal, isto tem muito pouca qualidade a todos os níveis. É que nem a coreografia é boa! Elas estão a dançar que nem umas malucas enquanto o rapaz está ali em sofrimento. Gostei dos tons em azul e rosa do início da performance, mas depois optaram por colocar a letra da canção, com uma moldura fatela. Quão bimbo é inserir as letras da música no background? A indumentária de Roberto consiste num fato preto e camisa branca. Associo-o a uma espécie de Justin Bieber mais romântico. E isso não é bom.


      Pus play neste ensaio com a pequena esperança de que tivessem trocado de indumentária. Não aconteceu. Desiludida, desiludida, desiludida. Gosto tanto desta canção, é pena que tenham optado por este caminho, transformando este tema numa joke entry. A coreografia é um pouco ridícula, tendo em conta que elas pretendem contar uma história que praticamente ninguém entende, dado a língua em que é cantada a canção. Para além disso, as expressões delas são de pouca vontade de ali estar. Vocalmente, as Moje 3 funcionam muito bem, têm vozes fortes e não desafinam. É, realmente, pena o rumo que esta canção tomou. Isto podia resultar muito bem, até.

Melhor ensaio do dia: Moldávia
Pior ensaio do dia: Lituânia

 Vídeos: Youtube
10/05/2013

2 comentários:

  1. Concordo com a maior parte dos comentários...
    Não concordo apenas que a Moldávia tenha tido o melhor ensaio do dia, não gosto da música nem da performace em si...Já que a comparas-te à Sabina, para mim esta última foi muito melhor, e não só no vestido.
    Para mim a melhor do dia, sem dúvida, a Russia. Apesar que é obvio que quem ganha esta semi-final é a Dinamarca e não lhe tiro o mérito.

    ResponderEliminar
  2. Melhor ensaio acho que foi o da Ucrânia.

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.