ESC2013: Crónica sobre a final da Eurovisão - por Ricardo Mendes



Assim acaba mais uma temporada eurovisiva! 

       É com muita tristeza que olhamos para o fim de um evento de classe mundial, e que tantas alegrias e tristezas nos dá! Tive o privilégio de assistir ao vivo a este evento, em Malmo, mesmo sem Portugal na competição, e não me arrependo! A televisão sueca SVT está de parabéns pela realização e produção do ESC 2013! Numa arena relativamente pequena (comparando com a Crystal Hall Arena de Baku) conseguiu realizar um espectáculo televisivo que ficará na memoria de todos!


       A abertura da grande final do ESC iniciou-se com um novo hino, produzido propositadamente para este ESC 2013 por dois membros da famosa banda ABBA: Björn Ulvaeus and Benny Andersson. Foi criada uma atmosfera cheia de simbolismo e muito bem enquadrada no espírito e no lema de 2013: “We are One”. Gostei muito do conceito desenvolvido, muito em forma de jogos olímpicos - neste caso um campeonato de músicas europeias! Outro aspecto deste espectáculo foi o conceito das pulseiras LEDs, que deram a sua graça ao espetáculo, num conceito bem original e moderno. 
        Quanto às músicas que fizeram parte desta grande final europeia, devo destacar várias! Azerbaijão, pela magnifica apresentação em palco - o país não brinca quando se trata de assuntos eurovisivos!  A Ucrânia pela sua originalidade -  de facto um gigante no palco do ESC foi algo nunca visto até agora. A Itália pela sua simplicidade e pela excelente performance em palco de Marco Mengoni! A Anouk pela sua opção de simplicidade, sem muitos elementos cénicos na sua atuação (foi lindo ouvir toda a Arena a cantar a canção “Birds”)!


       Desilusões e injustiças neste ESC? Sim, houve muitas! San Marino merecia ter lugar na final com a fabulosa prestação de Valentina Monetta! A performance, a encenação, o tema escolhido... estava tudo perfeito! Com muita pena vim a saber que ela teria o 11º lugar na sua semi-final, quase a garantir a qualificação.
        Outra injustiça foi o resultado de Israel! A Moran Mazor não merecia ter ficado na semi-final! Uma das melhores vozes a concurso! Uma apresentação com classe, por parte de Israel! Fiquei muito triste ao saber que a canção apenas ficou em 14 lugar. 


       Outra das injustiças neste ESC foi a Alemanha! De facto, a Alemanha não merecia um resultado final tão penoso! Muitos criticam a prestação de Natalie na final, devido à sua qualidade vocal, mas o impacto visual, quer ao vivo quer na televisão, esteve fantástico! Foi um dos momentos mais agradáveis e de festa,dentro da Arena!  
      Quanto à vencedora, digo que não era a a minha canção favorita de todo para ganhar o ESC 2013. No entanto, logo que cheguei a Malmo, senti que o  próximo ESC seria a 14 Km de Malmo! Fiquei ainda mais com essa certeza quando tive a oportunidade de assistir ao ensaio de júri da semifinal, onde a Dinamarca atuou e encantou tudo e todos! Não é uma canção comercial e nem irá ter o sucesso europeu que a Loreen teve no ano passado; é sim, apenas, uma canção para recordar de vez em quando!


       Uma palavra final para uma possível participação portuguesa em 2014 e um recado à RTP! A Eurovisão é um programa que faz parte da história de Portugal, bem como da música pop comercial portuguesa contemporânea! Poderemos dizer que, há uma década, o Eurovision Song Contest parecia desenquadrado da realidade, que já não fazia sentido nos dias de hoje, e eis que uma equipa de executivos de televisão, principalmente nórdicos, veio para o resgate e criou a fórmula atual. Essa equipa deu o melhor cenário suportado pela mais recente tecnologia e design, introduziu o televoto, inseriu a Europa Oriental e, especialmente, modernizou o conceito musical europeu, envolvendo as produtoras, editoras e artistas! Basicamente, foi um movimento liderado por empresas e especialistas suecos e dinamarqueses! O resultado está à vista! Finlândia, Noruega, Suécia e Dinamarca já sentiram o sabor da vitória, ao longo de 15 anos de história de ESC! Ao lado do desporto, as emissoras desses países têm dedicado o maior tempo de antena ao maior evento musical e de televisão de todo o mundo! E esse deverá ser o caminho da RTP! Já muito se falou de um formula mágica para uma canção vencedora no Eurovision Song Contest! Mas a fórmula mágica é simplesmente ter uma boa canção. Uma canção para a Europa, não para o consumo do mercado local. Um grande artista e uma coreografia que marque e que seja uma referência a nível nacional, bem como a internacional! 
       Até lá, Dinamarca!
Imagens/Vídeos: Eurovision.tv
26/05/2013

1 comentário:

  1. Uma boa crónica! A parte sobre um possível regresso de Portugal já muito bem elaborada.

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.