Entrevista a... Carlos Coelho



CARLOS COELHO - AUTOR DE "SENHORA DO MAR (NEGRAS ÁGUAS)" E "VIDA MINHA"

Contente pela decisão da RTP em voltar ao Festival Eurovisão da Canção 2014, Carlos Coelho pondera voltar a participar em 2014, desde que os moldes do formato lhe agradem.

       Carlos Coelho é o autor atualmente mais cobiçado de todos os fãs eurovisivos: já participou quatro vezes no Festival da Canção, com as músicas "Senhora do Mar (Negras Águas)", "Canta Por Mim", "Sobrevivo (Set Me Free)" e "Vida Minha", e já conseguiu, por três vezes, os 12 pontos do televoto.


Foi em 2013 que a RTP decidiu desistir do Festival Eurovisão da Canção por motivos económicos. No dia 7 de novembro, a emissora revelou que vai voltar ao certame. Concorda com esta decisão?

"Obviamente que sim. Acho que o regresso de Portugal é uma ótima notícia."

O Festival já não é o que era? Que erros fatais predominam para haver uma estagnação do sucesso antigo? Terá a RTP de investir mais no Festival e na Eurovisão? O que deve ser feito de diferente?

"O Festival da Eurovisão evoluiu e, hoje em dia, é o que é: não melhor nem pior do que há 20, 30 ou 40 anos; é simplesmente diferente, porque as circunstâncias são diferentes. Quanto à participação da RTP na Eurovisão, sempre defendi que é preciso “dar o salto” para um patamar diferente, com mais profissionalismo, com melhor investimento."


A seu ver, qual seria o melhor modelo de selecção: escolha interna ou festival da canção? E porquê? Quanto às escolhas internas: que artista ou estilo musical acha que a RTP deveria escolher?

"Por muito que goste do Festival da Canção, não seria má ideia fazer uma pausa e haver uma dedicação maior à escolha da canção perfeita para a Eurovisão 2014, para que o sucesso dessa canção pudesse atrair mais e melhores profissionais a um eventual Festival da Canção em 2015. Foi assim o regresso da ERT da Grécia em 2001, que colocou o país nos carris certos. Anteriormente, tinham resultados parecidos com os nossos e, hoje em dia, são uma “potência” Eurovisiva."

Se a RTP optasse pela realização de um festival, aceitaria concorrer? Já tem tema preparado?

"Participei 4 vezes no Festival da Canção e sempre com muito orgulho. Tudo dependeria dos moldes em que decorreria o Festival. Quem gosta de escrever canções tem sempre coisas feitas ou vontade de criar algo novo."


Quanto às escolhas internas: que artista ou estilo musical acha que a RTP deveria escolher?

"O importante é a canção, que seja uma boa canção. Quanto ao artista ou estilo, tanto pode ser uma balada como uma uptempo; não faltam artistas em Portugal bem preparados para um desafio destes. Mas o importante é que, ainda antes disso, se escolha uma canção de grande qualidade."

Deve-se continuar a apostar na língua nativa, ou seguir a tendência dos outros países? Porquê?

"Eu prefiro ver a RTP a representar Portugal com uma canção em Português. Mas não me chocaria ver a RTP representada por uma canção inteiramente em inglês, quando tantos artistas em Portugal já o fazem."


Quais os ingredientes secretos para se fabricar uma música eurovisiva?

"Não os há, a música não é uma ciência exacta e o público nem sempre está receptivo às mesmas propostas. O contexto da Eurovisão apenas coloca como limites: 3 minutos de canção, 6 intérpretes; tendo estes limites e a noção de que se trata de um programa de televisão em que a componente visual é igualmente importante, trata-se de fazer passar uma mensagem que provoque impacto."

Acredita numa vitória portuguesa na Eurovisão? Porquê? 

"Claro que sim! Porque não havemos de ganhar? Desde que a Finlândia nos deixou sozinhos no grupo dos eternos não-vencedores… que a própria UER deve estar desejosa de que isso aconteça."


Quais são os seus projectos para o futuro?

"No que diz respeito à música, apenas continuar a criar."

Quer desejar uma mensagem aos fãs eurovisivos e aos leitores do blogue?

"Aos fãs eurovisivos, desejo que tenham motivos para celebrar em Copenhaga. E ao vosso blogue, deixo os meus votos de muito sucesso e agradeço as questões colocadas. Abraços!"

Vídeos: Youtube
02/12/2013

4 comentários:

  1. O texto começa logo mal. Não foi o carlos Coelho que participou por 4 vezes no FC!! Foi o Carlos Coelho e o Andrej Babic, sendo que o Andrej é que é o músico e compositor profissional. O seu a seu dono

    ResponderEliminar
  2. Uma falha grave: nem uma palavra sobre o Andrej Babic, o músico e compositor de todas as canções que o carlos coelho apelida como suas

    ResponderEliminar
  3. Musicas muito antiquadas

    ResponderEliminar
  4. Toda a gente sabe que quem faz parceria desde sempre, com o Carlos Coelho é o Babic.... e muito bem!

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.