ESC 2014: Comentários ao terceiro dia de ensaios


No terceiro dia de ensaios os últimos 10 países da segunda semifinal subiram hoje ao palco, pela primeira vez. Áustria, Lituânia, Finlândia, Irlanda, Bielorrússia, Macedónia, Suíça, Grécia, Eslovénia e Roménia são os países comentados.


   A diva subiu ao palco e brilhou. Esta actuação tem tudo aquilo que a música “Rise Like a Phoenix” pede. Tal como Hersi da Albânia e Valentina Monetta de San Marino, também Conchita Wurst se apresenta em palco em cima de uma estrutura  mas esta bem mais discreta que as das referidas anteriormente. Esse pequeno detalhe dá-lhe ainda mais destaque no meio do magnífico palco. “Rise Like a Phoenix” pede vento e ele está lá, é possível ver o cabelo e o vestido de Conchita a esvoaçar. Esta música pede um fénix, ave mística capaz de se transformar em fogo, e também isso está presente no background. Tudo combina nesta actuação. Nestes primeiros 39 segundo de ensaio não se vê pirotecnia, uns jactos ou cascata de fogo ficariam muito bem naquele cenário, espero que isso se realize, queremos um palco em chamas . A voz de Conchita é quente o suficiente e está em perfeitas condições.



   Sempre gostei desta música mas ao ver este ensaio, pela primeira vez digo que talvez fique mesmo pela semi-final, com muita pena minha. Dá para perceber que além de Vilija e do dançarino que a acompanhou na apresentação da música, na Lituânia, existem em palco mais três backing vocals. Aquela cor verde no palco não me agrada, acho o background escuro demais. Vilija além de cantora também é actriz e isso é uma ajuda fundamental para a sua apresentação em palco, o movimento está lá, e a coreografia que executa parece ser exactamente a mesma que usou na apresentação da sua música, o guarda-roupa idem aspas. Contudo, é uma coreografia bem conseguida que mostra aquilo que a música transmite, a superioridade das mulheres. Num cenário escuro convém que a cantora não se apresente vestida de preto. A voz não me pareceu que estivesse em pleno, talvez se deva ao facto de dançar e cantar ao mesmo tempo e também á fraca qualidade do som nestes vídeos. Resumindo, espero algo melhor na semifinal do dia 8 de Maio.



   Devo confessar que nunca fui fã desta escolha da Finlândia, não gosto de Rock, não gosto desta música mas começo a mudar aos poucos a minha opinião. As vozes do grupo Softengin ligam muito bem. O movimento de luzes e o background foi bem escolhido, há um acompanhamento de ritmos. Os elementos além de cantar também tocam estando praticamente imóveis no palco por isso, terá de haver um bom trabalho de realização. Estou certo que no meio de tanta balado o único tema Rock do certame vai sobressair.



   Can-Linn apresenta-se em palco completamente parada e com um longo vestido dourado. Tudo indica que na actuação do dia 8 de Maio a cantora envergue o mesmo estilo de vestido. O background é bonito as cores ligam bem e são apelativas. Can-Linn tem ao seu lado dois bailarinos que vestem kilts pretos e que dão algum movimento á actuação, executando uma dança parecida com sapateado. Dois backing vocals  apoiam a cantora e mais um elemento toca violino e outro instrumento que não consigo identificar. E como o vento é uma coisa que fica quase sempre bem, também vai estar presente. 


   Não chegavam os bolos da Letónia que ainda temos de levar com um Cheesecake da Bielorrússia, não tarda também aparecem as avozinhas russas a tirar os bolinhos do forno. Não consigo perceber o que é que a Bielorrússia pretende transmitir com esta música. No palco estão 6 elementos, Teo é acompanhado por 4 bailarinos e um apoio vocal sendo que os bailarinos também participam vocalmente na canção. A coreografia é simples, muito simples, também não deve dar para fazer melhor com um tema como este. O background é muito escuro e não agrada visualmente. Pretendiam-se cores mais vivas como as usadas no videoclip oficial da música, por exemplo. O ponto positivo é que Teo tem uma voz razoável mas o que vale isto quando tudo o resto falha?



   Estou desiludido. Certo que o vídeo só tem 39 segundos mas mesmo assim…Tijana é um mulherão e tem uma boa voz mas acho que não mostrou tudo o que é capaz neste ensaio. No palco além de Tijana estão três apoios vocais e um bailarino que faz o seu trabalho interagindo com todos o elementos. Neste pequeno excerto da actuação Tijana está imóvel mas acredito que ela se mexa noutras partes da canção. Este tipo de música chama por movimento. O background apesar de simples parece interessante. Na parte final dá para perceber que todos os elementos do palco se juntam a Tijana apontando com a mão para o céu, gesto que liga com o título da música “To the Sky”.


   Finalmente descobri a que música pertence o background que mais gostei quando saíram algumas fotos do palco da arena. Sebalter está em palco com os restantes 5 elementos, a música é divertida, o assobio é bastante agradável, o background é bonito, em tons de laranja e amarelo e gosto do movimento consoante a música. A roupa usada é simples e não se espera muito mais na actuação da segunda semifinal. Sebalter tem um timbre especial, é belo, faz-me lembrar o David Fonseca. Arrisco mesmo a dizer que Sebalter é o David Fonseca suíço.



   A Grécia vai andar aos saltinhos. Freaky Fortune feat. RiskyKidd trouxeram para palco um grande trampolim e um ginasta profissional que vai executando grandes saltos durante a actuação. O background é muito parecido ao da actuação na final grega, as cores predominantes são o preto e branco, sendo que a grande diferença, além da estrutura do palco é também toda a tecnologia de luzes. As vozes não fogem muito áquilo que já ouvimos. A coreografia, se é que existe, é trapalhona. Neste vídeo dá para perceber que dois dos elementos se vão juntar ao trampolim do ginasta, começando a saltar, também nesta cena se faz jus ao nome da música. Vamos ver até que ponto isto não afecta a voz dos cantores.



   Tinkara subiu ao palco da arena com um lindo vestido azul. Acompanham-na 3 apoios vocais. As cores do background andam entre os tons amarelo e laranja. Os efeitos usados são agradáveis visualmente. A voz está lá, gostei de ouvir, pareceu-me perfeita. Mais uma vez a máquina de vento tem utilidade, é notório o esvoaçar do vestido de Tinkara. A prestação da artista termina com a sua flauta transversal a ser levantada.    Neste excerto não é possível ver Tinkara a tocar mas certamente que o fará durante o resto da actuação. Bom desempenho da Eslovénia.


   O piano está de volta e desta vez é circular e é espectacular. Paula e Ovi estão em grade forma e as vozes casam na perfeição. O background é lindíssimo, tons bonitos e bastante ritmado como pede a canção. As borboletas fizeram-me lembrar a actuação da Zlata no ano passado. São apenas dois elementos num palco enorme mas enchem-no de boa energia. Ao longo da música a imagem de Paula é exibida nos painéis formados pelos quadrados, será que no resto da actuação poderemos assistir a algum milagre? A única falha (talvez seja mesmo assim) que notei, foi o facto do Ovi ter chegado um bocadinho atrasado ao piano. 

Melhor ensaio do dia: Áustria
Pior ensaio do dia: Bielorrússia

30/04/2014
Vídeos: youtube

1 comentário:

  1. Como é que consegues escrever isso tudo vendo um video de 30 segundos?

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.