Crónica ESC 2016: 'uma palavra: desilusão!'


Esta é a minha primeira crónica para este fantástico blogue que é o Crónicas de Eurofestivais, infelizmente a minha crónica será marcada por este que foi o ano mais injusto da história da Eurovisão.

Gostaria de começar pela vencedora. Bem, o que posso dizer de uma música que só fala se tristeza e angústia? Eu sempre achei que esta música nunca seria a escolha para vencedora do ESC 2016, a única diferença do que pensava e do que penso agora é que antes acreditava que se tratava de uma simples forma de expressão do sofrimento que a cantora e a sua família passaram esse ano de 1944. E agora o que penso? Bem, a minha opinião mudou radicalmente, já não penso que seja uma forma de expressão, mas sim um ATAQUE DIRETO à Rússia. Provavelmente vou ser criticado por tais palavras, mas honestamente, não me interesso. A Rússia sempre foi alvo de ataques no ESC, sempre. Mas a Eurovisão não é um festival de música, em que o único objetivo é proporcionar lazer às pessoas, em que a política não interessa??? Eu pensava assim até que foi anunciado o vencedor deste ano. Esta música não é uma música vencedora, é horrível, com tanto gemido, MEU DEUS. É sem dúvida a vencedora mais injusta. Parabéns Jamala!! (ironia).

Sinto-me verdadeiramente revoltado com os resultados deste festival. É que não foi só ganhar uma canção que claramente desrespeitou as regras do ESC, mas também as várias injustiças que ocorreram nas semifinais. Já na primeira, a grande injustiça foi quando a Islândia não passou à Grande Final. Injusto, completamente injusto. Greta Salóme teve uma excelente atuação, tanto a nível vocal como visual. Foi fantástica. É verdade que não fez grandes alterações à sua performance em relação à sua vitória nacional, mas no entanto foi fantástica. Amei tudo!


Outra injustiça foi quando vi a Noruega a ficar pela segunda semifinal. Agnete, meu deus, porquê?? Porquê que não passaste?? Esta atuação era uma das minhas preferidas, adoro a música, e amei a atuação da cantora. Ela melhorou a olhos vistos a sua voz e deu um grande espetáculo. Enfim preferiram passar a Croácia, com aquele tema horrível e deixar esta pequena diva num canto. ENFIM!!!


A última e a MAIOR INJUSTIÇA foi quando vi Sergey Lazarev conquistar o terceiro lugar. COMO É ISTO POSSÍVEL??? A música era a vencedora. O cantor russo fez a melhor atuação de todo o festival. É por isso que ganhou a primeira semifinal e também é por isso que ganhou no televoto. É o vencedor do público e a meu ver isso é mais importante, do que os votos do júri. Sergey conquistou o coração de todos os europeus, mas devido a razões políticas não ganhou!


Mas agora chega de desilusões! Embora sinta uma grande revolta, a Eurovisão este ano foi fantástica a vários níveis.

Em primeiro lugar, os apresentadores – Petra Mede e Måns Zelmerlöw. Foram fantásticos. Adorei!! Não há como descrever. Amei principalmente quando cantaram juntos, foi de morte. Temos de admitir, a Petra consegue dar um belo show através da comédia, que nos faz sorrir e chorar por mais. E o Måns bem, não esteve mal. Não esteve nervoso e conseguiu dar conta do cargo. Estão ambos de parabéns. Também gostei dos efeitos visuais, do palco, da qualidade das câmaras. Sinceramente gostei de tudo a nível da organização e do espetáculo em si. 


Em segundo e último lugar, as músicas e as atuações. Eu vi 80% dos meus preferidos a passar à Grande Final. Mas o que mais me orgulhou foi a quarta posição da Bulgária. Amo a música e considero que a cantora deu um belo espetáculo, foi sem dúvida, uma das divas do festival. Tive pena que a República Checa não tivesse tido mais pontuação. A atuação foi fantástica. Epá a rapariga sabe cantar. 


Já a Espanha, acho que a atuação não esteve assim tão brilhante como esperava, mas também acho que o seu 22º lugar não é merecido, no mínimo o 13º. Mas ENFIM!!! 
Uma das minhas outras preferidas foi a "Made of Star" de Hovi Star. O cantor foi fantástico, deu uma excelente atuação. E a música tem, sem dúvida, uma grande e forte mensagem. Amei!


 Agora chegou a vez da GRANDE DIVA do ESC – Dami Im. Eu sempre disse que a música “Sound of Silence” é simplesmente fantástica, para não falar do poder vocal da cantora. ELA FOI FANTÁSTICA. Mas, sinceramente não estava a espera da sua posição final, no entanto acho que foi merecido. Só tenho pena que é a representante da Austrália. Nunca concordei com a vinda da Austrália para a Eurovisão, porque não faz sentido haver um país que não pertence ao continente europeu, senão tratava-se de um “Mundovisão. No entanto, acho que seria uma melhor vencedora do que a Ucrânia. Dami Im está de parabéns, mereceu!


Concluindo, é verdade que tivemos músicas fantásticas nesta edição do Festival Eurovisão da Canção, mas no entanto não consigo esquecer as GRANDES injustiças que tivemos este ano. Está à vista de todos, que este festival move-se por razões políticas e que foi este ano que se notou mais. Não considero e nunca considerarei que Jamala seja a vencedora. Odiei a prestação da mesma, por mim tinha ficado para trás. Não mereceu. Mas o que podemos fazer? Com tanta polémica à volta da música é claro que votaram nela para atacar a Rússia. E também com aquele gemido todo não me admirava que os animais, se pudessem votar, votassem nela. É a Rainha dos Gemidos, isso não podemos tirar-lhe. Parabéns! Resta-me dizer um adeus e até para o ano.

Fonte/Imagem: eurovision.tv/Videos: Eurovision Song Contest
22/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.