Featured Slide

5/slideshow/custom

ESC 2018: Chipre oficialmente confirmado

por agosto 22, 2017

Apesar de já terem surgido várias informações sobre a participação cipriota, apenas agora a mesma foi oficializada pela CyBC.

Nos últimos dois anos o Chipre optou por uma seleção mas, ao que tudo indica, as coisas serão diferentes este ano. As informações que têm sido avançadas pela imprensa eurovisiva indicam que haverá uma final nacional para escolher o cantor e o compositor já terá sido escolhido pela emissora. São esperadas mais informações nas próximas semanas.

O Chipre estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1981 e o seu melhor resultado é um quinto lugar por três vezes: em 1982, com Anna Vissi e a canção "Mono i agapi", em 1997, com Hara & Andreas Constantinou e a canção "Mana mou", e em 2004, com Lisa Andreas e a música "Stronger Every Minute". Em 2017 o país foi representado por Hovig e a canção "Gravity”, alcançando o 21.º lugar na final com um total de 68 pontos.

Reveja "Gravity":


Fonte: ESC Today



Eurovision Asia: Sidney, Singapura e Hong Kong na luta pela organização

por agosto 22, 2017

A versão asiática da Eurovisão foi anunciada na passada sexta-feira e já há três cidades interessadas em sediar a primeira edição do concurso: Hong Kong, Sidney e Singapura.

Paul Clarke, um dos responsáveis desta nova eurovisão, foi quem avançou a informação deixando bem claro que Sidney é, por enquanto, a cidade à frente nesta corrida. Ainda pouco se sabe sobre o concurso mas o facto de a SBS participar no ESC, o apoio do governo local e da Destination New South Wales (uma grande companhia de viagens) poderão ser factores decisivos para a Austrália vir a organizar o concurso. 

No caso de Hong Kong, ainda não se sabe se o governo local apresentou algum tipo de financiamento enquanto Singapura tem um orçamento a rondar os 3 milhões e meio de euros.

Fonte: ESCPortugal/ Imagem: Wiwibloggs



ESC 2018: Polónia confirma participação

por agosto 21, 2017
Resultado de imagem para kasia mos

A Telewizja Polska (TVP), a emissora pública da Polónia confirmou que o país vai participar no Festival Eurovisão da Canção 2018, que se irá realizar em Portugal.

Já se sabe que o representante será escolhido através de uma final nacional, mais informações serão reveladas brevemente.

Relembramos que o evento acontece nos dias 8, 10 e 12 de maio, e conta com a participação de 28 países para já: Alemanha, Arménia, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bielorrússia, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Irlanda, Holanda, Islândia, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Rússia, Sérvia, Suécia e Suíça.

A Polónia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1994 e o seu melhor resultado é um segundo lugar: em 1994, com Edyta Gorniak e a canção "To Nie Ja". Em 2017 o país foi representado por Kasia Moś e a canção "Flashlight", alcançando o 21º lugar na final com um total de 64 pontos.

Fonte/Imagem: Festivais da Canção.



ESC 2018: Finlândia oficializa participação

por agosto 21, 2017
Imagem relacionada

A Yleisradio (YLE), a emissora pública da Finlândia confirmou que o país vai participar no Festival Eurovisão da Canção 2018, que se irá realizar em Portugal.

Espera-se que o habitual festival UMK aconteça e que seja por ele que se irá escolher o representante do país para a Eurovisão.

Relembramos que o evento acontece nos dias 8, 10 e 12 de maio, e conta com a participação de 28 países para já: Alemanha, Arménia, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bielorrússia, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Irlanda, Holanda, Islândia, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Rússia, Sérvia, Suécia e Suíça.

A Finlândia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1961 e já ganhou uma vez: em 2006, com Lordi e a canção “Hard Rock Hallellujah". Em 2017 o país foi representado pelos Norma John e a canção “Blackbird”, alcançando o 12º lugar na primeira semifinal com um total de 92 pontos. 

Fonte/Imagem: Festivais da Canção.



Sérvia: regresso do Eurosong e a obrigação de cantar numa língua nacional

por agosto 19, 2017

Radio-televizija Srbije (RTS), emissora estatal da Sérvia, revelou que o Eurosong está de regresso e que um dos requisitos é cantar numa das línguas nacionais do país.

Após a confirmação de que irá participar no próximo Festival Eurovisão da Canção (ESC), a Sérvia começou a trabalhar no regresso do Eurosong, final nacional que servirá para escolher o representante para o certame, e respetiva canção. O país põe, assim, fim às seleções internas, que duraram dois anos. Os artistas interessados poderão enviar as candidaturas para a Radio-televizija Srbije (RTS) até 20 de outubro. Embora não haja qualquer restrição quanto ao compositor, os intérpretes têm de ter nacionalidade sérvia. Serão selecionadas 10 candidaturas que disputarão um lugar no ESC.

Para além de os intérpretes terem de ter nacionalidade sérvia, estes também terão de apresentar uma canção numa das línguas nacionais (albanês, croata, eslovaco, húngaro, romeno, russo ou sérvio). A emissora pública do país, RTS, afirma que tal serve para "desenvolver e melhorar a criatividade musical no âmbito da música popular do país".

A Sérvia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 2007, ano esse em que ganhou: com Marija Šerifović e a canção "Molitva". Em 2017 o país foi representado por Tijana Bogićević e a canção "In Too Deep", alcançando o 11º lugar na segunda semifinal com um total de 98 pontos.

Reveja "In Too Deep":


Fonte/Imagem: ESCPortugal; Vídeo: Eurovision.tv




[ESPECIAL]: as reações das estrelas eurovisivas ao atentado em Barcelona

por agosto 18, 2017

Sendo o Festival Eurovisão da Canção (ESC) um concurso que promove a liberdade, a tolerância, a aceitação, a paz e a união de todos, independentemente da orientação sexual, religião e qualquer traço cultural, não poderíamos deixar passar ao lado mais um atentado à Humanidade, mais um ato terrorista, agora em Barcelona, Espanha.

O ataque aconteceu na durante a tarde do dia 17 de agosto. Um camião, conduzido por um terrorista com ligações ao Estado Islâmico, foi contra a multidão que se encontrava no local, acabando por matar, pelo menos, 13 pessoas e por ferir mais de 100 (segundo as últimas informações).

Mediante o trágico acontecimento, alguns artistas eurovisivos não ficaram indiferentes e mostraram a sua indignação nas redes sociais. Veja algumas dessas reações:


´

No tengo palabras... Todo mi amor y cariño a las familias afectadas, mi corazón está con Barcelona 😞❤️

Uma publicação partilhada por Edurne (@edurnity) a



I am absolutely devastated by the events in Barcelona yesterday. Enough now. As many of you know, Barcelona is very special to me. I loved every second of my years there - the people and their mentality, the city and it's versatility, the beauty in its architecture, the mountains and the beaches. It's a friendly city. I felt that the first time I set foot there and still do every time I visit. The dark forces of this world try to take that away from city after city, but fail every time. They will fail in Barcelona too. I actually wrote a song about my love for the city a couple of years ago together with Robert Habolin and Gavin Jones. It never became more than a demo. But I felt I wanted to share it with you in this moment of grief. Link in bio. #barcelona

Uma publicação partilhada por Måns Zelmerlöw (@manszelmerlow) a





‪Toda mi fuerza para #Barcelona! Unamos todas nuestras buenas energías. 🙏🏻#todosconBarcelona ‬

Uma publicação partilhada por Daniel Diges (@danieldiges) a




Fonte/Imagem: El Pais





Com tecnologia do Blogger.